Busca

CaCau Dress Pet

Blog da marca CaCau Dress Pet

Trazendo Um Novo Cão Ao Lar

É sempre uma alegria ter um novo membro em casa,  um grande momento,
talvez um dos mais ansiosos. Mas que pode ser normal para nós, que é aquela euforia
da chegada, onde todos em casa o esperam e fazem aquela festa, pode talvez não ser
a maneira certa de apresentar um novo lar ao cachorrinho, pois ele pode achar que aquela
energia eufórica é normal naquele ambiente, podendo também sempre agir assim.
O que pode ser normal para nós, pode ser muito diferente para eles, pois devemos ter
em conta, que estão vindo a um lugar novo, diferente. Por isso algumas regras vem para ajudar ao seu novo amado pet a se introduzir bem na nova família.

Então vamos apresentar algumas dicas, muito úteis para esse momento, dicas que
são do famoso comportamentalista de cães Cesar Millan.

adote

Lar doce lar

Ao primeiro momento que o trazemos para casa, como dito acima, se você o trazer na
euforia, e assim que por os pés para dentro, largar a coleira dele, ele vai pensar
que ele está em total liberdade de fazer o que quiser, sob toda excitação, e que ele
é que está no  controle.

O que é sugerido fazer, é guardar um pouco essa alegria para  mais tarde, pois para
ele a primeira energia é registrada, assim se você estiver pulando, rindo, brincando
e dando total liberdade à ele assim que ele chega, é muito provável que passe a agir
assim também por aí adiante. Por isso permaneça calmo, claro que feliz e cheio de amor, mas acima de tudo calmo.

Dê um longo passeio

Assim que chegar em casa, continue deixando-o na guia, leve-o para dar um passeio
na vizinhança. Isso tem dois intuitos: Drenar a energia que está contida nele quando estava no abrigo sem passear por muuuuito tempo ou de estar no criador e trazendo-o para um estado mais calmo e submisso, e oferecer os cheiros, os sons e a cara da nova vizinhança.

cao passeio

Apresentando a casa

Depois do passeio, ao chegar a porta de casa, continuando a deixa-lo com a guia,
não abra a porta e deixe-o entrar logo.

Pare antes de entrar, se conseguir faça-o sentar, ou senão ficar parado ao lado dele, abra a porta, mas entre você primeiro, assim logo e seguida convide-o a entrar. Assim ele vai começar a processar a sua liderança.

Não fale. não toque e sem contato visual

Durante o tour pela casa, não fique falando, tocando ele a todo instante, use o famoso “Pscht” como som, para corrigi-lo.  Agora seu pet está sobrecarregado de tanta informação, por isso o menor estímulo, é o melhor. Sendo assim, isso ajudará a ele focar em você e no que você quer mostra-lo.

Lugar da comida

Você já deu a volta na casa, apresentado tudo a ele, leve-o então aonde ficará a sua água e comida. Ofereça a água e um pouco de comida, mas não encha o pote todo ainda, para ele não ficar estufado já. Lembre-se  de ainda deixa-lo na guia.

lugar da comida cao

A caminha

Se você tem um lugar onde gostaria que seu cão ficasse enquanto a família faz suas atividades, ou que seja o mesmo que ela deva dormir, nesse momento após oferecer comida leve-o lá, retire a guia e diga ” Este é o seu lugar”. Não se espante se ele não lhe der bola agora, muitas vezes é normal, pois ele se sentiu bem na sua nova caminha, ele achou o lugar dele. 🙂

soneca cao

Continuando exalando a calma

Depois de ter concluído o processo acima, você está mostrando à ele a sua liderança mas deve ainda passar o resto do seu dia exalando energia calma e afirmativa.

Todos na casa devem ignorar um pouco o cão nessa primeira etapa. Você pode reconhecer o cão se ele se junta a você, é claro, mas não dê ainda um mar com carinho, pois lembre-se tudo ainda é novidade, ele está se acostumando com a casa e a rotina.

amor pet

Você percorreu um longo caminho em direção a ensiná-lo já que este é o seu território e você faz as regras. Agora, ele vai observar para que ela possa descobrir quais são as regras, e que você é o líder da casa. Com certeza que com este auxílio, isso será tão bom tanto para ele , quanto para você.

Fonte: http://www.cesarway.com

Fotos: Google Images

Anúncios

Eutanásia – Quando Podemos Decidir?

Este é um assunto delicado, pois jamais queremos pensar na seperação de nosso
amado pet, ainda mais decidir por isso, decidir que é o momento dele partir…

A turma da CaCau em um ano teve 3 grandes perdas, dentre 2 delas teve se de ser submetida
a Eutanásia, termo bastante utilizado hoje em dia para uma injeção que abrevia a vida.
O primeiro que partiu foi o nosso lindo gato Tomázio, 11 anos, em consequência de envenenamento, em seguida, nossa amada gatinha Ig, 14 anos, de PIF (Peritonite Infecciosa Felina) e há pouco mais de um mês nosso amado filhote gatinho Victor, 8 meses, de falência dos rins, devido cálculos.

  eutanasia-cacau-dress-pet-decidir-pets-duvidas-cachorro-gato-0

Lembrar disso dói muito, mas acho importante compartilhar e não só, compartilho isso para alertar sobre essa prática de Eutanásia, para que as pessoas não a façam precipitadamente.

Bem, tivemos de aplicar essa injeção na Ig e no Victor. Com a Ig lutamos 2 meses com sua doença, nunca havíamos passado por algo assim antes, tentamos muitos tratamentos, com constantes cuidados veterinários de um hospital da nossa região, onde lá tinham vasta experiência e fizeram tudo o que estava em alcance.
Sempre nos diziam ” Mesmo não havendo cura, queremos dar qualidade de vida”. Isso nos fez
continuar o tratamento ao lado dela, sempre com esperanças, que ela ao menos não sofresse, que pudéssemos controlar seu quadro, mesmo sabendo que não resistiria muitos anos.
Enquanto a Ig estava respondendo o tratamento, em altos e baixos, continuamos, mas chegou
um momento que ela nos “pediu” para partir, estava muito debilitada, cansada, víamos em seu olhar, em seu olhar profundo e melancólico, isto nos permitiu tomar essa dor de decisão,
onde até o corpo médico nos aconselhou, pois já haviam feito de tudo, víamos que até para eles estava sendo um momento difícil também, foram muito solidários conosco neste momento de dor, estavam na mesma luta e nos diziam que pra eles são pouquíssimos casos de eutanásia,pois conseguem obter o êxito de muitas curas e fazem tratamentos contra diversas doenças, que muitas vezes achamos que não tem solução. Deixamos a partir, parecia que já sentíamos a dor que ela sentia, e com certeza ela nos permitiu ter essa decisão.

eutanasia-cacau-dress-pet-decidir-pets-duvidas-cachorro-gato-01

Todos dizem em ” Melhor que se vá, do que fique sofrendo”, claro e é óbvio que não queremos que sofram, mas devemos sempre tentar tratamentos, e ao lado de médicos veterinários sérios, preparados, que lutam ao seu lado e ao lado do seu cão ou gato, pois infelizmente ouvimos falar de muitos profissionais que vão pelo caminho mais fácil, que é sacrificar, no entanto há profissionais abençoados que fazem de tudo e muitas, mas muitas vezes obtém-se sucesso nos tratamentos. Casos onde julgam sacrificar seu pet, mas com o tratamento ideal, ele pode ter qualidade de vida em doenças não curáveis, ou a cura, podendo estar com você por muito mais tempo.

Claro, outra questão é o nosso egoísmo e apego, não podemos e não temos o direito de manter o animal vivo, sendo que ele está sofrendo muito e quando não há outra hipótese, estando ele neste estado latente, que logicamente não está bem, onde sem ajuda de aparelhos ou de excessivos remédios, ele sofre muito e não tem reverso.
Mas, acima de tudo, veremos em seu olhar, e sentiremos que ele está partindo, saberemos que é a hora que ele quer partir, foi o que aconteceu conosco com a nossa IG.

eutanasia-cacau-dress-pet-decidir-pets-duvidas-cachorro-gato-02

No caso do nosso amoroso Victor, ocorreu algo muito raro, que é a formação de cristais nos dois rins e nos canais que ligam à bexiga, sendo um gato castrado que comia ração apropriada, em quatro dias deu-se a partida dele.
Se ao menos um de seus rins estivesse bem, poderia ser feito uma cirurgia de remoção, e ficaria com um, porém nada mais poderia ser feito, foi fulminante, ele vomitava de dor, foi muito, muito triste.

São cicatrizes difíceis de fechar, pois do dia para noite não estamos mais com nossos melhores amigos, o tempo deles é muito mais curto que o nosso, e não conseguimos por vezes nos preparar para esse momento tão doloroso em nossas vidas.
Porém devemos ter respeito por eles, pois não temos o poder de lhe tirar a vida a pouco custo e tão pouco força-los a ficar.

070616114860_cats_paw_in_a_human_hand_lg

Tente sempre um tratamento, não façam a eutanásia se não estiverem com toda certeza do mundo, pois não temos o direito de simplesmente tirar a vida de um ser, onde muitas vezes ainda não é a hora dele, ele pode viver mais tempo saudável e feliz.
Que seu vet faça o possível, lutando junto com vocês, se alguma coisa lhe dizer que tem como curar, vá atrás da sua intuição, procure outras opiniões.

Tente também tratamentos complementares, como tratamentos homeopáticos, acupuntura, reiki, passes. Há muitos complementos que ajudam ao lado de tratamentos medicinais.

Lembremo-nos sempre que quando escolhemos e decidimos ter um cão ou gato, temos a tutela deles, temos o dever de fazer o possível pelo bem estar. Responsabilidade sempre, eles não são um objeto de descarte e sim VIDAS!

por Glenda Sofia

Imagens: Google Images

Ronronar – O Poder Felino Que Contribui Para Nossa Saúde

Sabia que o ronronar felino  é muito benéfico para a saúde do ser humano?

Mas isso é exclusivo para quem tem gatos.

Mais do que o suporte emocional que os gatos oferecem
aos seus tutores, eles possuem algo extremamente terapêutico para nós, que é o seu ronrono.

Seu ronronar possui frequências de 20 à 140 hertz, são ondas de som que não vemos,
porém vibram em nossa direção, que é sentido pelo nosso corpo e mente, sendo medicamente terapêutico, portanto, contribuindo para nossa saúde.

cat-gato-ronronando-ronronar

Estudos comprovam que o ronronar felino ajuda a diminuir nosso estresse, sintomas de dispneia, diminui até chances de ataques cardíacos e até pode ajudar a fortalecer os ossos.
Existem diversos estudos comprovando que a união de pessoas e pets, só tem a contribuir
positivamente para ambos, tanto na saúde física, como mental.

cat-gato-ronronando-cacau-dress-pet

Vejamos onde as ondas do ronrono felino pode nos beneficiar:

– Redução do Estresse
Ronronados podem ajudar a acalmar os seus nervos, ajudando a reduzir o stress.

– Redução de Dispneia
Os ronrones felinos ajudam a diminuir sintomas de Dispneia, que é a falta de ar nos pulmões

– Pressão do Sangue
A pressão sanguínea pode baixar ou normalizar quando está perto de seu felino ouvindo seu ronron.

Saúde dos Ossos
A frequência de 25 e 50 Hz são as mais benéficas e de 100 e 200 Hz, são as segundas melhores para benefício ósseo através das ondas de som.

– Saúde do Coração
Estudos recentes afirmam um número bem expressivo de que Tutores de felinos possuem 40% menos de chance de um ataque cardíaco.

– Inchaços e Infecções
As vibrações de ronrones ajudam até contra infecções e inchaços

– Saúde Muscular, tendões e de ligamentos
O ronrono é benéfico até para a melhora dos tecidos machucados.

Viajando Com Seu Pet

Quando temos pets, muitas vezes temos medo de viajar com eles ou até, sem eles, pois
não sabemos se está tudo de acordo. Para viajar com o pet junto com você mostraremos

hoje algumas dicas muito importantes e outras que são obrigações por lei.

car-dog-620x350

Identificação do Pet:

Não saia de casa sem uma coleira de identificação do seu pet. Procure colocar endereço
e múltiplos números de telefone. O que deixa-o mais seguro ainda é a microchipagem, pois
se a coleira cair ou retirarem dele, o chip como é interno e menor que um grão de arroz
estará contido o código com todas suas informações.

Comidas

Leve sempre um agradinho para seu pet, não muito pois comida demais pode enjoa-lo.

Procure dar em horários agendados, pois isso diminui a ansiedade dele, prevenindo
algum mal estar no estômago, além de evitar a dar algo desconhecido para ele comer,
para não ocorrer desagrados no seu aparelho digestivo.

Hotéis Pet-friendly

Há hotéis que aceitam pets, isso já é uma grande evolução, pois a maioria das
pessoas que viajam possuem pet, e quem não preferiria viajar na companhia do seu melhor
amigo à deixa-lo em casa ou com terceiros? Escolhendo um hotel que aceite pets,
escolha preferencialmente o primeiro andar se for possível, assim evita o sobre e desce
desconfortável de elevador. Procure também um local que ofereça um jardim, ou um espaços

para poder dar uma voltinha com ele. Para ajuda-lo a não se estressar e nem achar muito estranho o quarto novo, traga o tapetinho e brinquedos favoritos dele também.

dog_cat

Viagens Aéreas

Se seu pet viajar no compartimento de cargas, escolha os horários mais cedo ou mais tarde de voos, pois assim evitará mudanças bruscas de temperaturas, o que pode agredir sua saúde.

Se for viajar em feriados ou férias, tente pegar voos ante estes dias, ou não pegar
conexões, pois como são dias mais turbulentos, não mais estressantes, além do que
se ele for no cargo pode ser acidentalmente perdido.

Antes de tudo veja a caixa de transporte ideal para seu pet, nas dimensões confortáveis
para ele, e se for na cabine, veja com a cia aérea os limites de tamanho.

Agende seu voo antes que o possível, os espaços na cabine para levar seu pet e no compartimento cargo são de vagas limitadas, por isso, seja rápido.

No Carro

Não esqueça que por lei seu pet deve estar seguro, por isso deves comprar um cinto
de segurança adaptado ao tamanho dele. Leve água e uns agradinhos. Em viagens longas, pare com ele para ele poder fazer as necessidades básicas
e esticar as perninhas.

dog-in-car

 

Apresentando Um Bebê ao Seu Pet

Não há nada mais lindo que trazer um bebê para o lar, porém quando temos
cães e gatos, algumas vezes, para eles pode não significar a mesma coisa.
Normalmente disponhamos mais tempo aos recém nascidos, sendo assim, muitos
pets notam essa diferença, não entendendo o porque desta mudança.
Por isso vamos apresentar algumas dicas básicas de comportamentos e condições
para seu pet associar o bebê sempre de uma forma positiva.

crança bebe cachorro cães gatos

Analise algumas destas questões abaixo para saber se seu pet pode precisar
ou não de um treinamento profissional para com a chegada do bebê:

* Seu pet é agressivo com objetos e comida?
* Ele lhe mostra os dentes por alguma razão?
* Seu pet é agressivo com outros pets?
* Ele tem comportamento de predador?
* Ele pula e arranha as pessoas?

Se você respondeu alguma dessas questões, seria ideal trabalhar com um
especialista comportamental para pets. Você pode perguntar ao veterinário
de sua confiança uma indicação de algum destes profissionais, com certeza
trabalhando junto com o treinador verá uma grande melhora no seu cão ou gato.

Existe também algumas outras dicas, que você pode aplicar em seu pet, se ele
não é tão intenso como as descrições citadas acima.

Familiarizar os pets com o nome do bebê:
Diga em tom de voz suave e positivo o nome do bebê várias vezes ao seu pet,
associando com algum agrado (brincadeiras calmas, petiscos, carinho).

gato bebe criança gravidez pets

Prepare seu pet com os sons de recém nascidos:
Cães e gatos estão sempre alertas aos sons, ainda mais quando são diferentes e
intensos como os dos recém nascidos, assim, eles podem começar a latir, deixando o
bebê mais tenso.
Vá acostumando-os com os sons, você acha no youtube e em cd’s sons de bebês chorando,
brincando. Coloque estes sons quando estiver fazendo carinho, brincando, alimentando
seu pet. Isso tudo sempre numa forma positiva, para ele associar estes ruídos a coisas
boas para ele. Ideal é fazer isso durante a gravidez.

Baby-Boy-Sleep-With-Cat

Trazendo o bebê para casa do Hospital:
Antes de chegar em casa com o recém nascido, peça para alguém oferecer ao seu pet,
um paninho onde o bebê estava, pois ali estará o cheirinho do novo membro. O que evitará
a ansiedade de seu pet em querer cheirar e saber o quem vem aí. Ofereça isso em uma
forma positiva, fazendo carinho, dando um agradinho.
Além disso quando chegar em casa, fique alguns minutinhos com seu pet, para ele não
sentir-se ameaçado, e sentir-se sim, seguro ao seu lado e deixar a ansiedade de lado.
Quando seu pet chegar próximo dele a primeira vez, dê um agradinho à ele, sempre de
forma positiva, quando o bebê chorar, faça da mesma forma.

Dentro do quarto do Bebê:
Acostume seu cão ou gato a tomar uma certa distância do quarto, pelo menos
nos primeiros meses de vida, pois assim ele não achará que o território é dele.

Sempre reforce o positivismo ao lado da criança, mantendo sempre a calma.
Com certeza verá que será fantástico ter seu bebê ao lado do seu melhor amigo.
Eles se tornarão também melhores amigos 🙂 🙂

DogBaby

Texto baseado em: http://www.petinsurance.com

Fotos: Google Images

O Que o Gato Sente Pelo Seu Dono

Um estudo publicado em Julho na revista Animal Cognition diz que
os gatos têm a tendência de esconder seus sentimentos, porém algo
incrível se descobriu, os gatos prestam muita atenção em seus donos,
Sim, isso mesmo e não só, sabem distingui-los entre outras pessoas.

Que maravilha, essa é uma prova contra que diz a crença popular, que
o gato esnoba seu dono. Quem tem um felino sabe que isto está fora
da realidade mesmo sem saber de nenhum estudo sobre isso, mas veja
só o que mais descobriram. Este estudo é um dos poucos que analisou sob a
perspectiva dos olhos felinos a dinâmica social entre humanos e gatos.

gatos-comportamento-estudo-amor-donos-tutores-gatos-amor-pets-sobre-tudo

Os gatos, como diferentes dos cães, que evoluíram e foram criados para
” seguir as ordens dos donos”, os felinos às vezes podem parecer indiferentes,
o que não quer dizer que eles não mantenham um relacionamento especial com
seu dono – diz um dos pesquisadores, Atsko Saito da Universidade de Tóquio.

Estudos anteriores dizem que os gatos evoluíram para se comportar como
filhotes quando estão perto de seus donos, isso devido os humanos o
tratarem como um bebês, o que acabou criando este vínculo,tornando
com isso muito importante para os felinos o reconhecimento de seu tutor.

amor-gatos-gato-pet-pets-curiosidades

Para realizar esse estudo, o mesmo passou a ser feito nas residências de gatos
com seus donos. indício de empolgação, estímulos emocionais, mentais ou sexuais,
vieram da observação da dilatação das pupilas, comprovados em estudos.
Os gatos respondem às vozes humanas de forma direcional, ou seja, mexer
as orelhas e a cabeça na direção do som.

Essas reações ocorriam quando eles escutavam as vozes de seus tutores.
Estas reações são sutis, pois faz parte do comportamento evolutivo dos gatos,
o que não quer dizer que eles esnobem seu dono, como dizem os populares.

De caráter evolutivo também, quando os gatos estão doentes, costumam se
esconder, pois  “na natureza, ninguém pode vir em seu socorro e os predadores
voltariam sua atenção para os indivíduos mais fracos”, explica Saito.

E mesmo que seu dono tente salva-lo de algum perigo, seu instinto sempre
será mostrar-se impassível, evitando qualquer ameaça em um momento vulnerável.

http://www.brasil.discovery.uol.com.br/animal-planet
Em base do texto de Jennifer Viegas

 

Super Populaçao de Animais Abandonados

No Brasil, a OMS ( Organização Mundial da Saúde), estima que hajam mais de 30 MILHÕES de animais abandonados. Nas grandes cidades, a cada cinco pessoas há um cão, mas 10% deste total são abandonados. Em cidades pequenas, pode-se chegar a 1/4 da população humana a quantidade de animais. Alguns destes pets, cães ou gatos, possuem a grande sorte de serem adotados por AMOR, por tutores RESPONSÁVEIS e permanecendo a VIDA INTEIRA com eles. Porém é um número MUITO  longe da quantidade de animais que possam ter uma família assim. MILHARES recebem eutanásia, MILHARES ficam durante dias, MESES ou ANOS em gaiolas, esperando um dia alguém que o queira bem. Por ficarem muito tempo nessas condições, muitos deles acabam tendo muitos problemas.

abandono-animais-abandonados-cães-gatos-cachorros-ongs-ong-ajude

Outros MILHARES são abandonados nas ruas, sendo atropelados, morrendo por doenças, passando fome… Muitos sequer são castrados originando mais cães e gatos sem teto, aumentando mais este número.

Ainda existe o abandono em casa, que são pessoas que adotam, compram e os deixam sozinhos, trancado, sem passeio, sem exercícios, sem cuidados veterinários, transformando estes seres em doentes crônicos, com diversas alergias devido problemas de depressão e comportamentais.

Passe a palavra, se conheces pessoas que possam se encaixar nestes lamentáveis dados acima, converse com ela, para quem sabe ela conscientizar-se. As Ongs também possuem o papel de entregar esses pets para pessoas com condições para a adoção responsável.

No século XXI onde infelizmente o ser humanos ainda possui comportamentos primitivos em relação ao próximo, estes devem ser combatidos, precisamos evoluir.

 Cães e gatos estão neste mundo para uma jornada com o ser humano, eles precisam de nós então: ADOTE POR AMOR E RESPEITO

Fonte: http://www.peta.org / http://www.jusbrasil.com.br

Imagens: Google

Cão Idoso, porque não adotar um?

Cães Idosos, por que não adotar um?

Quando se pensa em adotar um cão, a preferência é sempre um que seja filhote, engraçadinho, cheio de energia e fofinho. Infelizmente nos abrigos o que mais se encontram são cães idosos, grandes, com um olhar profundo, onde esperam algum dia poder conceder o amor que guardam em seu interior para aquele que ali vem buscar sempre um filhote.

Cães seniores assim como seu tamanho ou idade, possuem um enorme coração, eles geralmente têm mais paciência, são mais calmos e não requerem tantos exercícios, como um filhote. Porém necessitam alguma atenção a mais em relação à sua saúde, pois o tempo de um cão idoso corre mais rápido que de um humano idoso, por exemplo. As idas ao veterinário devem ser mais frequentes (2vzs ao ano) em média, além de alimentarem-se com rações próprias para cada idade e talvez repor alguns nutrientes.

Só quem tem um cão sênior sabe como são meigos e companheiros, querem estar aconchegados, pertinho de você, seja no inverno ou se refrescar, esticados ao seu lado no verão.

O cuidado que dedicamos à eles com certeza eles dedicam à nós, parecem nos compreender mais, talvez sua sábia sabedoria os fazem assim…

Dê uma chance à eles… 🙂  ❤

senior dog

fonte: http://www.cesarsway.com

imagem: google images

Guia de Moda da CaCau!! Conjunto 1.

A CaCau Dress Pet lançou uma novidade para seus clientes. Um guia prático de moda pet, onde você pode fazer combinações exclusivas com nossos artigos. Lembre-se que há estampas que são únicas, ou seja limitadas em nosso estoque, para comprar acesse no site WWW.CACAUDRESSPET.COM ou acesse os links dos produtos com redirecionamento direto, no rodapé da postagem.

Você pode vestir tanto seu CÃO como GATO !!! 🙂 🙂 🙂 

Conjunto 1: Combinações com GRAVATA DOURADA

MC1-cacau-dress-pet-moda-fashion-for-pets-roupa-roupas-acessorios-acessories-nova-petrópolis-cachorro-cão-gato-dog-cat-collar-gola-gravata-tie-golas-guide-comprar-shop

moleskine CDP combinação02 COB006+CBC004

MC3-cacau-dress-pet-moda-fashion-for-pets-roupa-roupas-acessorios-acessories-nova-petrópolis-cachorro-cão-gato-dog-cat-collar-gola-gravata-tie-golas-guide-comprar-shop

MC4-cacau-dress-pet-moda-fashion-for-pets-roupa-roupas-acessorios-acessories-nova-petrópolis-cachorro-cão-gato-dog-cat-collar-gola-gravata-tie-golas-guide-comprar-shop.JPEG

GRAVATAS: http://www.cacaudresspet.com/#!gravatas-boys/c1n4h

CAMISAS: http://www.cacaudresspet.com/#!camisaria-boy/c1key

GOLAS: http://www.cacaudresspet.com/#!golas-boys/c1ape

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: